Solteira, Susana Vieira revela que nunca chorou por homem: “Tinha mais o que fazer”
08/05/2023

PUBLICIDADE

Livre, desimpedida e racional, Susana Vieira abriu o jogo sobre como enxerga sua vida amorosa e relação com homens hoje em dia. Ela, que já viveu vários romances, hoje vê a vida de outra forma e confessou que não sente falta de um marido.

A atriz contou ao jornal Extra que mudou muito desde o falecimento de sua mãe, que morreu de câncer no cérebro aos 42 anos. "Acho que perdi o resto de ternura que eu tinha quando minha mãe morreu. Eu mudei de personalidade: fiquei uma mulher corajosa, forte, respondona, briguenta. Me senti sozinha pra enfrentar o mundo, segurando a minha família", disse.

PUBLICIDADE

A veterana também enfrenta problemas de saúde, mas se cuida diariamente. Ela tem leucemia crônica e faz imuno e quimioterapia quando necessário. Por isso, seu foco principal é você mesma e não faz questão de viver um amor.

"Cuido do meu corpo, da minha saúde. Antes de qualquer paixão, tenho amor pela minha vida. Meu nível de carência é zero. Sou uma pessoa muito cerebral. Aparento ser uma mulher de muita paixão e descontrole, mas não. Não dou um passo errado”, afirmou.

Em seguida, ainda completou dando risada: “E tenho um sexto sentido do caralho. Não tenho nenhuma história pra contar com o enredo: ‘Larguei tudo e fui atrás de fulano’. Nenhum amor me deixou descontrolada. Nunca chorei por homem, eu tinha mais o que fazer”.

Inclusive, Susana comentou que espera nunca mais ter que morar com homem e, durante a pandemia da Covid-19, percebeu o quanto era bom ficar sozinha.

PUBLICIDADE

"A pandemia foi a maior prova de que você não precisa passar por brigas, aborrecimentos e chaturas, estando sozinha. Homem com mulher é difícil de acertar. Não tem por que a gente continuar insistindo nesse erro", comentou rindo. “Fica tudo mais divertido se você sai por aí livre e beija um aqui e outro ali. Não sinto falta de ter um marido, não."

PUBLICIDADE

AD
Flash news