Com 100 anos, mãe de Pelé viu os dois filhos morrerem para o câncer

A mãe de Pelé, Celeste Arantes do Nascimento, que completou 100 anos de vida em novembro, teve papel fundamental na trajetória do rei e nesta quinta-feira (29) perde o filho.

Celeste mora em Santos com uma de suas filhas, Maria Lúcia, a única filha viva. Ela é acompanhada por uma cuidadora para comer e tomar banho, mas não precisa de grandes cuidados especiais e nem toma remédios.

Além de Maria Lúcia e Pelé, dona Celeste também teve Jair Arantes do Nascimento, o Zoca, que morreu em 2020, aos 77 anos, por complicações de um câncer de próstata. Pelé morreu em decorrência de um tumor no cólon, que debilitou sua saúde, também afetada pela covid-19.

No último dia 20 de novembro, data da abertura da Copa do Mundo do Catar, dona Celeste completou 100 anos. Na data, Pelé publicou uma dedicatória à mãe.

"Desde criancinha, ela me ensinou o valor do amor e da paz. Eu tenho muito mais de uma centena de motivos para agradecer por ser o seu filho. Compartilho essas fotos com vocês, com muita emoção por celebrar este dia. Obrigado por todos os dias ao seu lado, mãe", escreveu.

Comentário do usuário