A Música traz benefícios físicos e mentais

A Música traz benefícios físicos e mentais

Já sabíamos que a música pode nos proporcionar momentos prazerosos, trazer recordações e regozijo de acordo com letras e melodias, porém entendemos que a música ultrapassar todas as reações sentimentos que possamos imaginar, ela é uma grande aliada da vida e saúde do ser humano.

Esse presente divino pode ser usado para trazer qualidade de vida, sendo uma ferramenta importante na recuperação e tratamento de doenças. Conhecida como musicoterapia trata-se de uma especialização cientifica que a melodia, ritmo e outros elementos musicais podem trazer com fins terapêuticos na finalidade de estimular reações no corpo para recuperar o paciente de determinada enfermidade.

É de extrema importância falar que, os benefícios da música para a saúde já foram comprovados em diversos estudos como os pela American Music Therapy Association-AMTA, dos Estados Unidos, e pela World Federation of Music Therapy-WFMT, localizada em Gênova, na Itália. De acordo com os pesquisadores, dependendo do ritmo a respiração fica mais branda ou mais ofegante, podendo influenciar ainda no batimento cardíaco por causa da pressão sanguínea que fica mais forte ou menos intensa. Prevenindo, dessa forma, doenças cardíacas.

Sendo um estímulo para manter o coração ativo e alivio emocional, a música tem sido a cada dia um grande aliado da ciência e medicina, onde tratamentos de diversos males obtêm-se resultados positivos devido a influencia dela.  

“Segundo o músico e empresário Alexandre Casa Nova, a música é um estímulo importante para quem se exercita porque disfarça a sensação de fadiga, dor e cansaço e, no lugar, traz um sentimento bom de alegria e motivação, deixando a pessoa mais confortável.”

Então Citaremos alguns benefícios valiosos que vem através da música.

A música nos exercícios físicos.

Ouvir música durante a atividade física ajuda o cérebro a liberar analgésicos naturais, o que reduz a sensação de cansaço do exercício.

Segundo o professor de psicologia da faculdade de Oxford o professor Robin Dunbar diz: 

"Quando ouvimos música o cérebro libera analgésicos naturais que agem no corpo, como a morfina. E, se interagimos com a música, seja cantando ou dançando, a liberação destes compostos é ainda maior." 

 Portanto a música torna os exercícios mais fáceis e prazerosos.

A música te faz mais feliz.

 Estudos comprovaram que a música libera a dopamina, um neurotransmissor que serve para aliviar ou recompensar os prazeres específicos do cérebro que está associado a alimentação e outros tipos de prazeres de e acordo com um estudo publicado na revista científica Nature Neuroscience,

A dopamina serve para reforçar alguns comportamentos essenciais à sobrevivência (alimentação), ou pode ainda desempenhar um papel na motivação (recompensa secundária através do dinheiro). O que não se sabia, no entanto, era como a substância poderia estar envolvida no prazer abstrato - como ouvir música.

O estudo também descobriu que a música que você mais gosta de ouvir libera dopamina, a substância do bem estar. O estudo trabalhou com dezenas de milhares de pessoas. As mesmas tiveram altos níveis de dopamina liberadas no organismo durante a execução de suas músicas favoritas, causando felicidade, emoção e alegria. Isso porque passaram 15 minutos expostos a sua música favorita.

A música beneficia Atletas.

No estudo também se destaca que atletas que correram com músicas rápidas ou músicas motivacionais atingiram um melhor resultado comparado com aqueles que não ouviam música ou que ouviam música lenta. Se você quer uma maior potência na sua corrida, não esqueça da música.

A música influenciando no Sono.

Agora não se terá problemas de insônia para quem entender como usar a música para dormir e bem. Para dormir ou acordar. Sons mais graves e lentos, por exemplo, ajudam a pessoa a se desligar das preocupações e, comprovadamente, facilitam o sono e combatem a insônia.

Por outro lado, sons animados, energéticos e acelerados são bons durante a manhã para despertar e ajudar a acordar.

Se você está tendo problemas para dormir, tente esta dica.

A Música ajuda no emagrecimento.

Para você que deseja emagrecer pesquisas comprovou que a música estimula o corpo liberando calorias, como também leva as pessoas a comerem menos. O estudo apontou que iluminação e música suave no ambiente fizeram as pessoas comerem menos e apreciar melhor a comida que tinham. 

A música traz benefícios para gestantes.

Música na gravidez ajuda no desenvolvimento do bebê, Afirmação é de uma pesquisa realizada na Finlândia.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Helsinki, na Finlândia, em 2013, e publicada na revista Plos One, comprovou o que muitas gestantes já imaginavam: ouvir música durante a gravidez faz bem para o bebê e pode ajudar no desenvolvimento cerebral.

A partir da 20ª e 21ª semana de gestação, os bebês já desenvolvem a capacidade de ouvir. Nesse período as mães devem começar a falar com eles, sempre de forma carinhosa, e a colocar músicas ou cantar, observando como eles reagem, se ficam ou não mais agitados dependendo de cada tipo de som.

Segundo os pesquisadores, as crianças que ouviram músicas durante a gestação foram expostas à ela logo após o parto e, novamente, aos quatro meses de idade, para que fossem avaliadas suas reações. A análise mostrou que elas conseguem reconhecer uma melodia mesmo algum tempo depois do parto, mostrando que seu cérebro tem capacidade de guardar memórias adquiridas ainda dentro do útero da mãe.

A música melhora seu humor no transito.

Muitas pessoas perdem a cabeça diante de um trânsito caótico típico de cidade grande. A pesquisa apontou que ouvir música aumenta seu humor no trânsito e, ao contrário do que muitos imaginam, também melhora sua concentração, fazendo seu comportamento ser mais seguro. No entanto, é importante observar que não estamos falando do som no último volume ou em qualquer volume que atrapalhe a audição do motorista.

A música ajuda no combate a depressão.

Em estatísticas mais de 350 milhões de pessoas sofrem de depressão e 90% sofre de insônia também. O estudo observou que os sintomas da depressão diminuíram significativamente nas pessoas que ouviram música antes de dormir. A que causou melhor efeito foi a música erudita instrumental.

Meditação com música erudita faz muito bem. Segundo teólogos em relatos bíblicos, o pastor de ovelha chamado Davi tocava sua harpa para o rei Saul e esse ficava livre de sua depressão.

A música te da capacidade de aprendizado e memorização.

Especialistas e professores são unanimes em falar do benefício da música na memorização e aprendizado, ainda mais se você souber tocar algum instrumento, melhorando ainda mais a performance do seu cérebro. 

É comprovado que a música alivia dores.

Pesquisadores descobriram que a terapia com música reduziu a dor mais do que tratamentos padrão em pacientes com câncer. Também observaram que a música pode diminuir a dor em pacientes de terapia intensiva e pacientes idosos com músicas da escolha dos pacientes.

Portanto não deixe de degustar esse maravilhoso benefício que te levar a viver em qualidade de vida tendo um bem estar.

Comentário do usuário