Faça isto se quer viver (com saúde) até aos 100 anos

O nosso estilo de vida tem um grande impacto na saúde

Se pretende viver um século ou mais, deve evitar, ao máximo, alimentos processados, como bolos, bolachas, refrigerantes, barras de cereais, refeições pré-cozinhadas, 'fast-food' e, entre outros, batatas fritas, escreve o portal Eat This, Not That.

Veja, abaixo, as razões pelas quais deve cortá-los da sua dieta:

1- Não cumprem as necessidades nutricionais

Geralmente, os alimentos processados são os 'maus da fita' porque  são ricos em gordura e tem um elevado índice glicêmico.

2- São ricos em sódio

Os alimentos processados têm um alto teor de sódio e pobre em nutrientes. De acordo com a autoridade do medicamento norte-americana, Food and Drug Administration, as dietas ricas em sódio estão ligadas à hipertensão arterial, o que pode aumentar o risco de doença cardiovascular.

Sabe-se também que a pressão arterial elevada aumenta à medida que envelhecemos, pelo que manter a sua ingestão de sódio a um nível mínimo é importante para uma vida mais longa. No que toca a ingestão diária de sal, recorde-se que a Organização Mundial da Saúde recomenda o valor máximo de cinco gramas (aproximadamente 2000 mg de sódio).

3- Estão ligados ao excesso de peso

Ganhar algum peso não é necessariamente um problema. O mesmo não se pode dizer se em causa estiver um excesso de peso que se torne obesidade, uma vez que este é um fator de risco para a diabetes, pressão arterial elevada, AVC e doenças cardíacas.

4- Aumentam o risco de mortalidade

O consumo regular de alimentos processados pode encurtar a vida. Um estudo publicado no British Medical Journal, citado pelo portal Eat This, Not That, revela que um maior consumo diário de alimentos processados (mais de quatro porções por dia) está associado a um aumento de 62% da mortalidade. Além disso, cada porção adicional aumenta o risco em mais 18%.

Comentário do usuário