URGENTE: Polícia Federal faz buscas agora na casa de Jair Bolsonaro e o que encontraram deixou todos chocad...Ver mais
04/05/2023

PUBLICIDADE

Apesar de ter pouco visto em notícias durante os últimos dias, algo que se tornou muito diferente do comum conforme o costume.

Com isso, o nome do ex-presidente da República Jair Messias Bolsonaro acabou voltando às pressas à boca do povo brasileiro.

Além disso, o nome do ex-presidente foi visto junto ao nome do atual presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Após isso, muitos brasileiros ficaram de boca aberta após a triste notícia ser vista sobre Jair Bolsonaro.

Trata-se sobre o mandado de busca e apreensão que a PF está realizando dentro da casa do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Por fim, veja ainda nesta notícia onde Polícia Federal faz buscas agora na casa de Jair Bolsonaro, e o que encontraram deixou todos sem reação, veja a seguir.

PUBLICIDADE

Entenda sobre o caso

Entretanto, assim como já havíamos vindo a noticiar anteriormente sobre o caso que vem dando o que falar.

Trata-se sobre o mandado de busca e apreensão que a Polícia Federal vem realizando dentro da casa do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Além disso, a PF já chegou a apreender os celulares de Jair Bolsonaro e de sua esposa, Michelle Bolsonaro.

Portanto, um dos motivos para a Polícia Federal estar realizando uma busca e apreensão dentro da casa de Bolsonaro, veja a seguir.

Polícia Federal faz buscas na casa de Jair Bolsonaro

Segundo a PF, trata-se sobre uma buscas sobre uma possível alteração nos certificados de vacinação, onde inclui o nome de Bolsonaro.

Além de Bolsonaro, chegou a ter o nome de seus familiares e assessores dentro da busca, onde podem ter sidos alterados para conseguiram entrar nos Estados Unidos.

PUBLICIDADE

As investigações vem apontando sobre as inserções falsas propostas em novembro de 2021 e em dezembro de 2022.

Vale deixar frisado que Jair Bolsonaro (PL) viajou para os Estados Unidos no último dia 30 de dezembro de 2022.

As inserções falsas, que ocorreram entre novembro de 2021 e dezembro de 2022, tiveram como consequência a alteração da verdade sobre fato juridicamente relevante, qual seja, a condição de imunizado contra a Covid-19 dos beneficiários. Com isso, tais pessoas puderam emitir os respectivos certificados de vacinação e utilizá-los para burlarem as restrições sanitárias vigentes imposta pelos poderes públicos (Brasil e Estados Unidos) destinadas a impedir a propagação de doença contagiosa, no caso, a pandemia de covid-19. conta um trecho divulgado pela PF sobre a Operação Venire.

PUBLICIDADE

AD
Flash news