Homem tira a vida da própria esposa e comunica o crime em grupo de WhatsApp da família
03/05/2023

PUBLICIDADE

No bairro São Carlos, em Mogi Guaçu, uma trágica ocorrência chocou a comunidade. Uma mulher de 69 anos foi morta com um tiro pelo marido dentro da casa onde o casal morava.

O acusado, um homem de 77 anos, foi preso em flagrante na residência e confessou o crime. Segundo informações do filho do casal à polícia, eles estavam juntos há 52 anos.

Os vizinhos acionaram a Polícia Militar após ouvirem o barulho do disparo. Quando os agentes chegaram, encontraram a vítima, Vera Lúcia Tezzaro Momesso, já sem vida e com um ferimento a bala na cabeça. A arma utilizada no crime, uma espingarda calibre 28, foi apreendida pela PM.

O filho do casal relatou que seus pais sempre tiveram uma relação conturbada, com muitas discussões e violência, principalmente pelo fato de seu pai ser um alcoólatra.

PUBLICIDADE

Em depoimento, o acusado afirmou que teve uma briga com a irmã no domingo e que a esposa disse que a culpa era dele. Neste momento, ele perdeu a cabeça, atirou na idosa e avisou no grupo de WhatsApp da família que havia assassinado a mulher e iria se matar.

O filho do casal foi até a residência, mas encontrou a mãe já sem vida e o pai sob efeito de álcool. O caso foi registrado na Delegacia Seccional de Mogi Guaçu como feminicídio.

A violência doméstica é uma triste realidade que ainda assola muitas famílias em todo o mundo. É preciso que haja um maior investimento em políticas públicas para a prevenção e o combate a essa forma de violência.

Além disso, é fundamental que a sociedade como um todo se mobilize para apoiar as vítimas e conscientizar sobre a importância de denunciar os casos de violência doméstica.

PUBLICIDADE

Afinal, somente com a união de todos é possível construir uma sociedade mais justa e igualitária.

PUBLICIDADE

AD
Flash news